Anvisa tira do mercado 200 lotes de remédio de pressão contaminados

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mandou retirar do mercado cerca de 200 lotes contaminados de remédios para a hipertensão. E alertou que quem usa os medicamentos para controlar a pressão deve continuar tomando os remédios.

Como muito remédio por aí, esses têm nomes difíceis: Losartana, Valsartana. Já explicar porque eles são importantes é simples.

Esses são remédios que muita gente toma para controlar a pressão arterial. Mas a Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, afirma que perto de 200 lotes desses remédios contêm impurezas que podem aumentar o risco de ter câncer.

Em todos esses lotes, o princípio ativo foi produzido ou na China ou na Índia. E diferentes indústrias farmacêuticas compraram esses princípios ativos para fabricar os remédios.

A Anvisa determinou o recolhimento desses lotes aqui no Brasil. Inspecionou 111 medicamentos e vistoriou 29 empresas, entre indústrias, importadoras e distribuidoras.

A presença dessas impurezas foi descoberta na Europa, em 2018. As farmácias já estão recolhendo os remédios. Agora, o mais importante nessa história é não parar de tomar remédio para a hipertensão.

A Anvisa explica que o risco para a saúde não é imediato. É pequeno. Até se alguém tomar esse remédio com impurezas na dose máxima e durante vários anos.

Confira a lista de medicamentos: CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: