Atila recebe alunos com síndrome de Down e manifesta apoio à Apae

Sentar na cadeira de prefeito de Mauá foi uma experiência que ficará na memória de 15 portadores de síndrome de Down, que visitaram o gabinete do prefeito Atila Jacomussi, na tarde desta quinta-feira (21). A excursão foi uma iniciativa da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) junto à administração municipal, que por sua vez, comprometeu-se em ampliar o trabalho de parceria com a entidade.

A visita do grupo ao governo ocorreu em celebração ao Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado anualmente em 21 de março. O encontro teve como finalidade conscientizar sobre como funciona o Poder Público e, mais importante, despertar em cada portador o espírito de cidadania e reforçar para sociedade a necessidade de respeito às diferenças, quaisquer que sejam.

Antes de visitar a Prefeitura de Mauá, os deficientes conheceram a estrutura do Teatro Municipal e a história do equipamento. Em seguida, os portadores de síndrome de Down andaram pelos corredores do Executivo, até serem recebidos por Atila em seu gabinete. Cada visitante recebeu uma caixa de bombom, por meio de doações arrecadas pelo Fundo Social de Solidariedade.

Durante o encontro com representantes da Apae, Atila também assegurou que o governo dará todo o suporte à Primeira Caminhada “APAExonado”, prevista para 16 de junho, com a participação das pessoas assistidas pela entidade. O trajeto terá início no Paço Municipal até o Parque Ecológico do Guapituba, com retorno ao ponto de partida em seguida. A associação busca arrecadar recursos para reformas da sede, no bairro Capuava.

Atila também confirmou que pretende incluir a data no calendário oficial da cidade, para que haja outras edições da caminhada. Atualmente, a sede da Apae em Mauá atende a 290 pessoas com deficiência intelectual a partir dos seis anos e 11 meses.

Em Mauá, as pessoas com Síndrome de Down têm à disposição o CER (Centro Especializado em Reabilitação), com acompanhamento de seus desenvolvimentos, e a devida atenção em reabilitação mediante a fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e psicologia, além de suporte aos pais.

Na rede municipal de ensino, a cidade tem 18 estudantes portadores da síndrome matriculados, sob cuidados do professor especialista em educação especial e auxiliar de apoio. A Prefeitura de Mauá também conta com convênio para equoterapia, na Cidade dos Meninos, em Santo André –incluso transporte gratuito –, que auxilia as crianças em diversas áreas de seu desenvolvimento.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: