Banco de Alimentos completa dois anos de reabertura com 940 toneladas de itens arrecadados

O Banco de Alimentos de Santo André completou na última sexta-feira (19) dois anos de reabertura, contabilizando 940 toneladas de itens arrecadados. A instituição, que faz parte do Núcleo de Inovação Social, permite que a população em alta vulnerabilidade acesse alimentos de qualidade, assegurando uma nutrição saudável a todos os beneficiários, além de reduzir perdas e desperdícios de alimentos não comercializados, mas ainda próprios para o consumo.

No primeiro ano de reabertura, as arrecadações do Banco de Alimentos chegaram a 300 toneladas e em 2018 foram 500 toneladas de itens arrecadados. Neste ano, até o mês de abril, a arrecadação alcançou 140 toneladas. Além dos alimentos, também são arrecadados fraldas, produtos de higiene, material de limpeza e ração para cães e gatos.

O Banco de Alimentos atua em parceria com 71 entidades assistenciais que fazem a distribuição do material. Todas são monitoradas e aprovadas pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar. Os munícipes podem doar na sede do Banco, que fica na avenida dos Estados, 2195, em Santa Teresinha e também em todas as Lojas Solidárias, localizadas nos shoppings Grand Plaza, ABC, Atrium e Shoppinho Santo André. Há também arrecadação através de diversos eventos da Prefeitura que pedem 1 kg de alimento não perecível. As empresas interessadas em colaborar podem entrar em contato no telefone 4996-9500, ramal 2030.

Os alimentos arrecadados são recebidos, triados, processados e destinados prioritariamente a entidades cadastradas nos Conselhos Municipais que produzem alimentação diária, famílias atendidas pelos programas de saúde do município (Programa Saúde da Família, Programa Melhor em Casa e Banco de Leite) e entidades socioassistenciais previamente cadastradas, que trabalham com distribuição de cestas alimentares para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Para garantir a destinação correta dos alimentos recebidos pelo Banco de Alimentos, são realizadas visitas periódicas às entidades assistenciais. Os profissionais avaliam as instituições, seus beneficiários e realizaram novos cadastramentos.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: