COMUGESAN não quer a venda da SEMASA

A equipe do N7.ABC.BR em parceria com a TV+ ABC foi em busca de entender os dois lados que envolvem a situação da SEMASA no município de Santo André.

O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), disse que está em estudo novos modelos para o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), autarquia que tem hoje uma dívida de R$ 3,4 bilhões com a Sabesp (Companhia de Abastecimento do Estado de São Paulo).

“Pode ser um simples parcelamento da dívida em 40 anos, pode ser uma redução da dívida, com uma parceria entre Sabesp e Semasa, tendo a Sabesp sócia da operação ou pode ser uma concessão para a operação de água e esgoto. Tudo isso está sendo avaliado”, afirmou o prefeito.

Paulo Serra promete resolver a questão da dívida ainda no primeiro semestre deste ano. “Haverá uma solução definitiva. Faz 20 anos que o Semasa está sem investimentos’, disse prefeito. “O Semasa é uma massa falida desde a época do prefeito Celso Daniel que passou a dar calote na Sabesp”, completou.

Ao ser questionado se a dívida da influencia na falta de água na cidade, o prefeito contestou e afirmou que os débitos causam a falta de capacidade de investimentos para distribuir água com qualidade. “A gente perde 40% da água enviada pela Sabesp, porque a rede é muito antiga”, concluiu Paulo Serra.

 

Um comentário em “COMUGESAN não quer a venda da SEMASA

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: