Doença de Crohn: Saiba o que é e como tratar

Anualmente, a cada 100 mil pessoas, 15 são diagnosticadas com a enfermidade crônica causada pelo sistema imunológico
A doença de Crohn é uma inflamação crônica causada pelo sistema imunológico do organismo que atinge uma das regiões do aparelho digestivo, da boca ao ânus, com mais frequência no intestino delgado e grosso. O surgimento é mais comum no início da adolescência até os 30 anos, embora possa ocorrer em qualquer idade.
Segundo o Dr. Alexander de Sá Rolim, cirurgião do aparelho digestivo e proctologista especialista em doença inflamatória intestinal da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, anualmente, a cada 100 mil pessoas, 15 são diagnosticadas com a enfermidade e cerca de metade precisará de cirurgia no prazo de 10 anos. “Apesar de ser a última opção, a intervenção cirúrgica pode ser necessária para resolver um acúmulo de pus e obstrução do canal intestinal. Já o tratamento terapêutico irá parar o processo inflamatório do intestino, promover a cicatrização da mucosa e corrigir as deficiências nutricionais, melhorando a qualidade de vida e aliviando os sintomas. Mas, infelizmente, ainda não existe a cura para doença de Crohn”, explica o especialista.
 
Sintomas
Os sintomas mais comuns são diarreia, dor abdominal, náuseas e vômitos, febre moderada, sensação de distensão abdominal piorada com as refeições, fraqueza e cansaço, perda de apetite e peso que podem provocar atraso de desenvolvimento e crescimento em adolescentes. “Além disso, é importante a pessoa ficar atenta ao surgimento de sangue, muco ou pus nas fezes, junto com episódios de diarreia, e buscar ajuda médica”, reforça o médico.
Causas
Apesar de ser desencadeada pelo sistema imunológico, a Doença de Crohn não é considerada autoimune, ou seja, não é o próprio corpo que ativa esse sistema de defesa. “Ainda não há uma causa definida. Pode ser provocada pela combinação de fatores ambientais, imunidade e bactérias em pessoas predispostas geneticamente”, conta o Dr. Alexandre.
Tratamento e Novidades
De acordo com o especialista, o tratamento depende da localização no sistema digestivo, grau da doença, complicações e resposta aos tratamentos anteriores, podendo incluir medicação, complementos nutricionais, cirurgia ou a combinação das três.
Entre as novidades para tratar a Doença de Crohn, estão novos medicamentos imunobiológicos, técnicas cirúrgicas e transplante de medula óssea. Nos casos moderados a graves, a terapia imunobiológica pode ser realizada com o uso de substâncias desenvolvidas na engenharia genética, produzidas a partir de uma matriz de células vivas. “O objetivo dessa nova geração de tratamento é normalizar as anomalias celulares e parar o processo inflamatório. Com isso, a mucosa (parte interna) do intestino é cicatrizada e os sintomas desaparecem”, explica o proctologista do Hospital São Camilo.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: