Em São Bernardo, Prefeitura faz mobilização para reabastecer banco de sangue

Foto: Gabriel Inamine/PMSBCFoto: Gabriel Inamine/PMSBC

A Prefeitura de São Bernardo intensificou nesta semana uma campanha de conscientização, cujo objetivo é reabastecer o banco de sangue, que está com baixa quantidade em seu estoque.

Atualmente, a Associação Beneficente de Coleta de Sangue, a Colsan, conta com apenas 50% de sua capacidade. O órgão é responsável pelo abastecimento de sangue dos quatro hospitais municipais de São Bernardo, sendo o Hospital Pronto Socorro Central (HPSC), Hospital Municipal Universitário (HMU), Hospital Anchieta (HA) e o Hospital de Clínicas (HC).

O plano de ação da administração foi por confeccionar cartazes e fixá-los nas 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e demais repartições públicas.  Ao todo, mais de 500 cartazes foram distribuídos. No teor, a importância da doação e as informações básicas para a realização do procedimento.  Uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas e essa doação pode fazer total diferença. A mesma campanha também foi impulsionada na internet e redes sociais da Prefeitura.

A Colsan tem capacidade para receber até 200 doadores por dia, porém desde o mês de setembro, o número de pessoas dispostas a doar sangue diminuiu consideravelmente, provocando um grande desabastecimento. O tipo mais difícil de ser encontrado são os de fatores negativos, como “O negativo” e “AB negativo”.

COMO DOAR – O doador precisa ter entre 16 e 69 anos e pesar mais de 50 quilos. Ele também será submetido a uma avaliação médica antes do procedimento, onde será retirado uma amostrar para testes de sorologia e anemia. A coleta pode durar no máximo 50 minutos e a retirada é de 405 ml a 495 ml. As mulheres podem doar até três vezes ao ano e os homens quatro oportunidades.

O horário de funcionamento da Colsan é de segunda a sábado, das 8h às 13h. O hemocentro está localizado na Rua Pedro Jacobucci, 440, Vila Euclides. Mais informações pelo telefone 4332-3900.

 

WhatsApp chat