EUROIMMUN Brasil anuncia novo teste para diagnóstico assertivo da tuberculose

Com os dias frios, doenças infectocontagiosas como a tuberculose podem surgir com maior frequência. Para ajudar no combate a essa doença, a EUROIMMUN – empresa de origem alemã especializada em soluções para diagnóstico -, em parceria com a Oxford Immunotec, traz para o Brasil o T-SPOT. TB, um teste de grande assertividade no diagnóstico.

O T-SPOT. TB é um importante avanço para o diagnósticos precoce da tuberculose no país. Trata-se de mais uma opção no mercado que segue o método IGRA, com a vantagem de a coleta de sangue ser realizada em um único tubo, além de garantir amostras estáveis em até 32 horas. “O T-SPOT. TB possibilita a coleta em regiões de difícil acesso e é específico para a bactéria da tuberculose, a Micobacterium tuberculosis”, explica Gustavo Janaudis, diretor executivo da EUROIMMUN Brasil. Além dos testes com o método IGRA, a prova tuberculínica também é utilizada para o diagnóstico de infecção latente pelo M. tuberculosis. Este procedimento requer duas visitas e consiste em injeção de um derivado da bactéria pela pele do paciente, para medir a resposta imune celular a este antígeno e, posterior análise do local 72 horas depois.

O T-SPOT. TB utiliza a técnica sensível ELISPOT para detectar células que encontrarem infecção pela bactéria. “Nós, da EUROIMMUN, nos preocupamos em sempre entregar o melhor e com esse teste conseguimos uma alta sensibilidade e especificidade de resultados”, afirma Gustavo Janaudis. O T-SPOT. TB apresenta especificidade (pessoas que não possuem a doença) de 99% e sensibilidade (casos confirmados) de 98,8%.

Baixas temperaturas, locais fechados e aglomeração de pessoas são situações favoráveis para a circulação da bactéria que causa a tuberculose. Conforme dados do Ministério da Saúde, publicados em março de 2019, no ano de 2018, foram diagnosticados 72.788 casos novos da doença no Brasil.

“O diagnóstico preciso e, em decorrência, o tratamento correto pode ajudar a salvar milhares de vidas. Anualmente, cerca de 5 mil óbitos são registrados por tuberculose. O Brasil está entre os 22 países com maior incidência dessa doença e, com a proximidade do inverno, é importante que as redes públicas e privadas estejam abastecidas com soluções diagnósticas que ajudem no contingenciamento da doença”, explica Janaudis.

A tuberculose é uma doença transmissível causada por uma micobactéria (Micobacterium tuberculosis) que se caracteriza como um importante problema de saúde pública para o Brasil e para o mundo. A organização Mundial da Saúde tem a meta de reduzir a incidência da tuberculose para menos de 10 casos por 100 mil habitantes até 2035.

Diagnosticar e tratar correta e prontamente os casos de tuberculose pulmonar são as principais medidas para o controle da doença. “Esforços devem ser realizados no sentido de encontrar precocemente o paciente e oferecer o tratamento adequado, interrompendo a cadeia de transmissão da doença”, observa o diretor executivo da EUROIMMUN Brasil.

Os sintomas da tuberculose são: tosse por mais de três semanas, febre, perda de peso repentina, suor noturno, falta de apetite e cansaço. “Quanto mais rápido for a detecção e tratamento da doença, mais efetivo será o controle, diminuindo dessa forma a disseminação”, acrescenta Gustavo.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: