Falta de água gera protestos em Santo André e Mauá

Desde o dia 17 de janeiro moradores de Santo André sofrem com a falta de abastecimento de água. Em vídeo publicado em suas redes sociais, o prefeito Paulo Serra atribuiu o fato ao rompimento de uma adutora dia 17 de janeiro (problema que já foi sanado) e ao problema elétrico nas bombas do reservatório Sapopemba – responsável pelo bombeamento de água para os reservatórios de Santo André.

Porém, até o momento a situação não foi normalizada e há relatos de moradores que tentam ligar para o número 115, do Semasa, mas ninguém atende. Por este motivo, andreenses marcaram uma manifestação durante a sessão da Câmara Municipal, na tarde de hoje (05/02).

Ainda é prevista uma ação em frente a sede do Semasa, que fica próxima ao Legislativo.

Mauá

População também marca protestos na Câmara Municipal de Mauá, na tarde de hoje. Os temas serão a falta d’água –  já que os bairros mais altos da cidade também sofrem com o problema, e o valor da tarifa de ônibus.

Nota Semasa

Desde o último dia 17/1/19, a vazão de água da Sabesp para Santo André, nos horários de maior consumo, tem sido muito menor do que a necessidade da cidade. É uma situação motivada pelo alto calor e consumo, sem relação com a dívida que o Semasa tem com a Sabesp, problema que está sendo negociado em outra esfera. A baixa adução prejudicou, em princípio, as regiões mais altas e vulneráveis, mas depois, com a dificuldade de recuperação dos reservatórios e a necessidade da realização de manobras para atender a todos os munícipes, toda cidade passou a ter, em algum momento a  interrupção no fornecimento de água. Um primeiro agravante ocorreu na madrugada de sexta-feira (1/2). O apagão que atingiu o ABC e a Zona Leste da capital na noite anterior refletiu no funcionamento de bombas da Sabesp, e Santo André recebeu pouca água mesmo durante a madrugada. Neste último sábado (2/2), a vazão estava estável e os reservatórios caminhavam para a normalização quando uma bomba da Sabesp, na Estação Elevatória de Sapopemba que atende o sistema Rio Claro, queimou. A companhia estadual parou de enviar água para Santo André por este sistema entre as 15h de sábado e meio-dia de domingo (3/2). Desde ontem (4/2) o Semasa está conseguindo normalizar o sistema, mas este processo é lento porque os reservatórios da cidade estão baixos e a água que chega é consumida imediatamente. Nesta terça-feira (5/2), mais de 90% da cidade já está com o abastecimento normalizado. No entanto, os bairros atendidos pelos reservatórios Erasmo (Zona Baixa), Curuçá e Vila Suíça (Zona Alta) ainda apresentam intermitência no fornecimento de água. Algumas regiões servidas pelo Reservatório Camilópolis também estão registrando baixa pressão, apesar do fornecimento já ter sido normalizado para o reservatório. Importante salientar que para que o abastecimento se normalize é necessário que a Sabesp mantenha a adução regular. Sem essa regularidade, também é difícil para o Semasa manter uma previsão de retorno de água precisa para seus usuários. Quanto a isso, o prefeito Paulo Serra tem feito gestões pessoalmente junto ao Governo do Estado, enquanto os técnicos do Semasa também cobram da área técnica da Sabesp a normalização do abastecimento. O Semasa também solicita a todos os munícipes para fazer uso racional da água, principalmente aqueles que moram em regiões mais baixas e que já estão com o fornecimento normalizado”.
NOTA DA SABESP
A Sabesp informa que houve um problema eletromecânico na Estação Elevatória Sapopemba, no sábado (02), por volta das 15h. O reparo foi concluído no domingo às 11h30. O restabelecimento do fornecimento de água para os reservatórios de Santo André ocorreu no decorrer da madrugada. Lembramos que o sistema de abastecimento de água do município de Santo André é operado pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental (Semasa). A Sabesp fornece água para o Semasa fazer a distribuição no município. A Sabesp envia regularmente a Santo André a quantidade de água suficiente para o atendimento da população do município“.

 

Deixe uma resposta

WhatsApp chat