Futebol feminino continua na luta por títulos e reconhecimento em torneios de clubes pelo país

Seleção feminina encerrou sua participação na copa, no entanto, times como o São José Futebol Feminino, continuam com agenda cheia
Depois de uma participação com muita garra, além de conseguir um apoio de patrocinadores e da torcida como nunca antes visto, a seleção feminina de futebol encerrou sua participação na Copa da França. Contudo, as atletas deixaram um legado que, todos que abraçaram a iniciativa, não podem deixar que seja esquecido. Por todo o país, diversos clubes de futebol feminino mantêm sua agenda de competições em busca de, além dos títulos, mais reconhecimento e mais apoio.
Por exemplo, o São José Futebol Feminino – que recebe de volta ao time a jogadora Poliana, convocada para jogar na seleção durante a copa – se prepara para a 63ª edição dos Jogos Regionais, que terão as cidades de Ilhabela e São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo, como sedes.
As meninas da Águia, como são conhecidas as jogadoras de São José dos Campos, buscam o 15º título neste torneio e, desde fevereiro deste ano, contam com o patrocínio da DMCard por meio do programa “Dedica Mais” de apoio ao esporte.
A DMCard foi uma das empresas que abraçaram o desafio lançado pelo Guaraná Antarctica, no entanto, as modalidades femininas, inclusive o futebol e o futsal, já faziam parte dos investimentos da empresa desde o início do ano e continuarão presentes. “Ao tomarmos conhecimento das campanhas das marcas patrocinadoras da Copa ficamos muito felizes ao ver que as mulheres do futebol estão começando a receber reconhecimento pelo seu talento no esporte. Para nós, o desafio já fora aceito, até mesmo antes dele existir, o que mostra como nosso programa está no caminho certo em um de seus valores mais significativos, a inclusão”, conta Carlos Tamaki, Diretor Financeiro da DMCard. “As futebolistas são parte dos mais de 730 atletas de São José dos Campos que patrocinamos”, conclui o executivo.
São José Futebol Feminino se prepara para mais um desafio
Conhecidas como Meninas da Águia, o São José Futebol Feminino ocupa, atualmente, a 10ª colocação no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino com três vitórias. Foram cinco derrotas e um empate, no entanto, com resultados apertados enfrentando titãs como Corinthians e Flamengo.
Agora, as Meninas da Águia estão prestes a descer o litoral para a disputa da 63ª edição dos Jogos Regionais, que assim como no ano passado terão Ilhabela e São Sebastião como sedes.
Dessa vez, com o patrocínio da DMCard, busca o 15º título do torneio. O primeiro foi em 2003 e o último foi em 2018, quando superou Mogi das Cruzes por 3 a 1, na grande final. O técnico Cleber Arildo ajusta os detalhes para que as Meninas da Águia possam manter a hegemonia na competição.
Nós temos preparado a equipe dentro daquilo que nós imaginamos que pode acontecer nas partidas. Sabemos que não terá facilidade e temos que estar conscientes disso. Os Jogos Regionais vão servir para algumas observações e acredito que podemos conquistar o nosso objetivo maior, que é a conquista da medalha de ouro”, falou o treinador.
Após a disputa dos Jogos Regionais, o São José Futebol Feminino volta a ter compromissos pelo Campeonato Brasileiro.
A segunda fase do Campeonato Paulista será em agosto.
Muito além do esporte
Em fevereiro deste ano, a DMCard lançou o “Dedica Mais”, o maior programa de apoio ao esporte já realizado na região do Vale do Paraíba. Desde então, se tornou patrocinadora de mais de 730 atletas para a temporada 2019. Passaram a exibir o logo DMCard em seus uniformes as equipes de Basquete masculino, Vôlei masculino, Futebol feminino, Futsal feminino, Rugby masculino e feminino, Judô masculino e feminino; além de equipes de paradesporto nas modalidades de atletismo, natação, karatê, judô, goalball e o paraciclista individual Rafael Almeida.
O “Dedica Mais” é um programa que visa a inclusão social, pois apoia não apenas atletas e times de alto rendimento, como também as categorias de base, as futuras promessas do esporte nacional, as mulheres em modalidades culturalmente consideradas masculinas (como futebol e rugby) e o paradesporto. E, como o esporte e a educação caminham lado a lado, o programa ainda conta com 40 bolsas de estudo em cursos de inglês em parceria com a The Family Idiomas e curso pré-vestibular em parceria com o Poliedro.
“Nosso maior desejo é, além do apoio à prática de esportes, estar ao lado desses atletas em seu projeto de vida, proporcionando educação, inclusão social e estimulando que desenvolvam todo seu potencial. Infelizmente, temos visto notícias tristes de atletas pelo Brasil perdendo oportunidades por falta de verba e apoio de patrocinadores. Por isso, estar em uma empresa que segue o caminho oposto enche de orgulho a mim e a todos nossos colaboradores”, explica Tamaki.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: