Municípios se juntam novamente e apresentam novo plano de combate às enchentes

A 106ª Reunião Ordinária da Assembleia Geral de Prefeitos do Consórcio Intermunicipal, realizada nesta terça-feira (12), foi marcada pela assinatura dos Protocolos de Intenção para o retorno dos municípios de Diadema, São Caetano do Sul e Rio Grande da Serra à entidade regional. Durante o encontro, os prefeitos também definiram os temas prioritários para região que serão apresentados ao governador João Doria, em reunião marcada para a manhã de quarta-feira (13/3), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A pauta do encontro incluirá articulações para obras de combate às enchentes na região, descentralização da distribuição dos medicamentos de alto custo, a Linha 18-Bronze do Metrô e a revitalização da avenida dos Estados.

O presidente do Consórcio e prefeito de Santo André, Paulo Serra, explicou que cada município apresentou suas demandas, que foram convertidas em um documento único a ser levado ao governador, incluindo, entre os temas prioritários, medidas para minimizar impactos como os das fortes chuvas que atingiram as cidades do ABC na noite do último domingo e madrugada de segunda-feira.

Em relação aos Protocolos de Intenção assinados pelos municípios, o presidente do Consórcio destacou que a iniciativa ocorreu após a proposição do novo modelo de gestão da entidade regional, com a continuidade da redução de custos, o parcelamento das dívidas dos municípios e a aproximação com sindicatos, associações comerciais, universidades e setor produtivo, além da articulação maior entre os chefes do Poder Executivo com vereadores e deputados que representam a região

O presidente do Consórcio também destacou a continuidade do Programa Casa Abrigo Regional Grande ABC, mantido pela entidade regional. A iniciativa garante a segurança e proteção de mulheres em situação de violência doméstica e familiar, sob risco iminente de morte, acompanhadas ou não de seus filhos e filhas menores de 18 anos.

O programa existe desde 2003 e já protegeu 1.150 mulheres das sete cidades da região desde sua criação. Atualmente, a iniciativa abriga 11 mulheres, 10 crianças e 3 adolescentes nas duas unidades do Programa. O processo licitatório para contratação da organização que mantém a Casa Abrigo já foi iniciado.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: