Prefeitura anuncia medidas de amparo em São Caetano

Em virtude da forte chuva que atingiu São Caetano do Sul na noite de domingo (10/3) e madrugada de segunda-feira (11/3), o prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, anunciou a criação de conjunto de medidas para amparar as vítimas da enchente em suas necessidades emergenciais:

Isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU); Isenção da tarifa de água e esgoto; Isenção da taxa de coleta de lixo;Auxílio financeiro às famílias inseridas nos programas sociais do município e/ou no Cad Único – Força-tarefa da Prefeitura finalizará mapeamento das residências atingidas na quarta-feira (13/3);

Suspensão temporária da Zona Azul nos bairros Centro, Cerâmica, São José, Fundação, Santo Antônio.

Auricchio explicou que o auxílio-financeiro será concedido pelo período de 180 dias, com a expectativa de que a primeira parcela seja transferida aos beneficiários ainda em março. O valor irá variar de meio a um salário mínimo, dependendo da perda registrada e da condição financeira da vítima. A estimativa inicial é a de que cerca de mil residências tenham sido afetadas pela enchente. Equipes da Prefeitura farão um inventário dos danos provocados pelas chuvas nas casas em visitas técnicas.

A chuva começou às 18h de domingo e terminou às 5h30 de segunda-feira, com 119 milímetros acumulados. Em entrevista coletiva à imprensa na Prefeitura, Auricchio ressaltou que São Caetano está “cravada no vértice de duas bacias hidrográficas” (a do Rio Tamanduateí e a do Ribeirão dos Meninos / Couros, o que faz a cidade receber as chuvas registradas também nos municípios vizinhos), e que a região necessita que outras esferas de governo invistam em macrodrenagem.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat