Prefeitura de São Bernardo concede reajuste de 5% ao funcionalismo

Proposto pelo prefeito Orlando Morando, o reajuste de 5% ao funcionalismo público foi aprovado pela Câmara Municipal de São Bernardo.  O aumento compreende o quadro de servidores ativos e inativos, que soma 20.000 funcionários da Administração Direta e Indireta. O reajuste passa a valer a partir de 1º de maio.

A matéria, de autoria do Executivo, garantiu pelo segundo ano consecutivo um índice superior à reposição inflacionária: o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do período acumulado de um ano, foi de 3,94%. A proposta de Lei foi aprovada por 26 votos. O impacto na folha salarial na Prefeitura de São Bernardo para o período será de R$ 49 milhões, distribuídos nos contracheques de 13.000 funcionários ativos, e outros 7.000 inativos. De acordo com o projeto aprovado pelos vereadores, todos os servidores serão contemplados, com exceção do prefeito e vice-prefeito, que permanecerão com os valores de seus subsídios inalterados.

Em meio a cenário instável na economia do País, em que estados como Goiás, Roraima, Rio Grande do Norte e Mato Grosso, declararam calamidade financeira, a Prefeitura de São Bernardo segue com planejamento rígido no controle de despesas, garantindo a execução ativa de todos os seus serviços e não tendo atrasos de pagamento com seus fornecedores.

GESTÃO EFICIENTE – Ao longo de 27 meses de trabalho, o atual governo municipal efetuou medidas austeras que permearam solidez nos gastos públicos, mesmo após herdar rombo financeiro de R$ 200 milhões, deixados em restos a pagar da gestão anterior.

Entre as ações administrativas, o fim de uso da frota oficial de carros, que foram leiloadas.  A medida foi substituição por contratação de serviços por meio de aplicativo 99. O serviço gerou economia de R$ 4,5 milhões ao Executivo.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat