Prefeitura de São Bernardo inicia convocação de selecionados no concurso público

A Prefeitura de São Bernardo inicia nesta semana a convocação dos primeiros candidatos aprovados no concurso público lançado no ano passado para preenchimento de 782 vagas na administração. Ao todo, 68 selecionados para diversos cargos públicos serão chamados para apresentação de documentos e posterior assinatura do termo de posse, por meio de publicação no jornal Notícias do Município (NM) desta sexta-feira (22/02). Os selecionados iniciam os trabalhos no dia 1º de abril.
 
A primeira chamada contemplará os cargos de Oficial Administrativo (20), Fiscal (10), Técnico em Licitações (8), Engenheiro (4), Fiscal de Cadastro Tributário (3), Arquiteto (3), Procurador (2), Agente Contábil (2), Agente de Controladoria (2), Agente de Tesouraria (2), Assistente Social (1), Fisioterapeuta (1), Fonoaudiólogo (1), Psicólogo (1), Terapeuta Ocupacional (1), Analista Tributário Financeiro (1), Contador (1), Auxiliar de Serviços de Agrimensura (1), Desenhista (1), Geólogo (1), Técnico em Meio Ambiente (1) e Analista em Transportes (1).
Os demais candidatos do concurso serão convocados de forma gradativa, conforme homologação dos resultados e viabilidade financeira. A absorção dos primeiros selecionados terá impacto de R$ 4,1 milhões entre abril e dezembro de 2019.
O único processo de seleção ainda em andamento é o da Guarda Civil Municipal (GCM), cuja próxima etapa será a avaliação psicológica, marcada para março. Após a avaliação, os selecionados ainda passarão por curso de formação, devendo assumir as 100 vagas (70 para homens e 30 para mulheres) no final de 2019.
 
CONCURSO
O certame registrou 101 mil pessoas inscritas, figurando o maior concurso público entre administrações municipais organizado pela Vunesp em 2018. Os salários variam de R$ 1.722,95 a R$ 9.611,41. O concurso tem como objetivo principal preencher a lacuna de quadros técnicos dos funcionários que se aposentaram ao longo dos anos, além de ampliar o número de profissionais em áreas onde há maior carência, como GCM e setores da Educação.
 

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: