Protocolada na Câmara, LOA de São Bernardo prevê R$ 5,5 bilhões em receitas para 2019

Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, formalizou na última segunda-feira (15) a entrega da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2019 ao presidente da Câmara, Pery Cartola.

O documento prevê R$ 5,5 bilhões em receitas durante o próximo ano, entre recursos do tesouro municipal, transferências correntes, operações de crédito, entre outros. A proposta agora cumprirá rito regimental do Legislativo, tendo até dia 31 de dezembro para apreciação dos vereadores.

A propositura projeta estabilidade na arrecadação, em relação à LOA em execução, no valor de R$ 5,5 bilhões. Entre as principais fontes de recursos previstas para o ano que vem está a partilha do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que deverá ser responsável por cerca de R$ 845,7 milhões das receitas municipais. O documento considera a previsão de arrecadação para o período.

A formulação do documento também levou em conta a redução de 2,97% para 2,5% a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019. As mudanças estão no relatório bimestral da avaliação de receitas e despesas do governo federal e confirmam a expectativa de uma retomada mais fraca da atividade econômica.

Governar com Você – A execução dos recursos terá como norte as sugestões coletadas entre os dias 1º de março e 10 de abril de 2018, por meio do programa Governar com Você. Ao todo, a ação registrou interações sobre as prioridades em áreas como Saúde, Educação, Mobilidade Urbana, Segurança e Desenvolvimento Econômico e Social.

WhatsApp chat