Santo André firma convênio com Detran para que carros apreendidos em blitzes policiais sejam encaminhados aos pátios municipais

A Prefeitura de Santo André firmou convênio com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), para que veículos que sejam apreendidos em blitzes policiais na cidade sejam recolhidos aos pátios municipais e não mais levados ao pátio do Detran, localizado em Diadema. A medida espera reduzir os custos para os condutores, que pagarão valores menores para a regularização do veículo, se comparado com a tabela aplicada pelo órgão estadual. 

Os comandos da Polícia Militar também serão acionados, por meio de ofícios, para que os veículos apreendidos sejam encaminhados, a partir de agora, a um dos dois pátios municipais da cidade. Os recursos provenientes dos custos com diárias do pátio, apreensão e guincho voltarão para o município, o que não acontecia desde o mês de janeiro deste ano, quando a antiga medida passou a vigorar.   

A Prefeitura de Santo André mantém dois pátios municipais, na Vila Palmares (avenida Dom Jorge Marcos de Oliveira, 151) e no Jardim Ana Maria (avenida Cândido Camargo, 341). Os custos de apreensão dos veículos são de R$ 109,28 e de guincho R$ 257,61. As diárias cobradas, no caso de motocicletas, são de R$ 15,61, para automóveis, R$ 31,22 e de caminhões e similares, R$ 46,83. O Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) realizou, há um mês, um leilão de carros que proporcionou que os dois espaços tenham capacidade para abrigar mais 600 veículos.

 

WhatsApp chat